UMA LIÇÃO DE AMOR

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

19 deDezembro de 2008 -Parabéns ao meu irmão gêmeo, Gabriel!


Gabriel,

hoje fazemos 41 anos...

41 aniversários juntos!

Muitas outras coisas juntos...outras tantas...separados!

Na verdade...quando crianças, aguardávamos com muita alegria o dia 19 de Dezembro.

Lembro-me da mãe fazendo nosso bolo,enchendo as bexigas...contratando o carrinho de picolé para nossa festa...ajuntando as mesas para deixá-la grande...colocando nossa roupa do aniversário em cima da cama...nos orientando para quando ganhássemos os presentes, que jogásemos os papéis embaixo da nossa cama...rsrss,dizia que "era prá ganhar mais "...nos ensinando a receber os convidados no portão,e, principalmente,não perguntar pelo presente...( essa era a parte mais difícil)...enfim!lembro de tantas coisas...e sei que você também se lembra, afinal, fomos criados em um lar de verdade, onde a palavra "família" sempre prevaleceu!

Hoje, com 41 anos, posso te dizer que ganhei o melhor presente de toda a minha vida!Ganhei o privilégio de comemorar o meu aniversário com voce,vivo!È...andei pensando...como seria essa data, sem voce?E, nessas divagações cheguei á conclusão que de fato,voce significa muito para mim!Percebi que meu aniversário só é aniversário porque tenho meu irmão junto comigo!Poderíamos estar separados, talvez por algumas circunstâncias, como...trabalho,família,etc.Mas não estamos!Estamos juntos!E sabe, queria que você soubesse o quanto hoje valorizo sua vida!

A vida...o tempo...a maturidade potencializa em nós sentimentos verdadeiros.Nos ensina a contemplar, a valorizar, a amar,mas nunca....perder!

Ah,meu irmão!Quem sabe qual de nós irá primeiro?..Ninguém,mas, uma coisa é certa!Se voce partir antes...prometo que meu aniversário,será inteirinho, seu!Prometo comemorar em sua homenagem,sempre!Não haverá um 19 deDezembro sem que você seja lembrado!

Gabriel,hoje é dia de alegria,mas, não consegui evitar esses pensamentos.

Amo você!

Feliz Aniversário,hoje, amanhã e sempre!!
Tua sempre irmã,gêmea...Carla!

3 comentários:

bbmaq disse...

Carla, Minha irmã gemea, como sempre perfeita com as palavras. Voce com os pensamentos e as palavras tem um talento insuperável, e sempre tive muito orgulho disso. Sempre disse a você que deveria escrever um livro com as lembranças, nossas e de nossos irmãos.
Pela lógica da vida, muito provavelmente partirei desta convivencia antes de você, afinal os homens sempre duram menos rsss.
Mas, pode apostar, isso vai demorar muiiittooo pra acontecer, mas quando acontecer, comemore seus aniversários com mais alegria ainda, sempre se preocupando com as coisas menos materiais da vida que são as mais importantes.

Um beijo no seu coração, que Deus nos abençoe sempre, e que a vida seja a cada dia mais bela, saudavel, e alegre.

Obrigado pelo carinho e por ser a pessoa autentica que é.

Matheus disse...

Meus queridos irmãos caçulas, Gabriel e Carla,
Hoje vocês comemoram 41 anos de existência...41 anos que estão em minha vida, que fazem parte de mim, da minha construção como pessoa, como mulher e mãe que sou hoje do Matheus e da Marcela.

Sabe, o fato de ter irmãos gêmeos sempre foi pra mim uma alegria imensa; ainda menina, falar para os outros que eu tinha irmãos gêmeos era o máximo... Eu me achava a supra sumo, a maioral e ficava observando a expressão de admiração e os olhos arregalados daqueles que encontrávamos nas ruas, em passeios quando saíamos com aquele carrinho duplo que vocês tinham e, obviamente, que chamava a atenção de todos, pois naquela época não era tão comum encontrar irmãos gêmeos como nos dias de hoje com o advento da fertilização "in vitro". E quando viam os bebês lindos dentro do carrinho, as pessoas surpresas diziam: Noooossa são gêmeos! Que lindos! Era um sucesso sair com meus irmãos gêmeos, eu curtia de montão tudo que dizia respeito a vocês, os aniversários, a ida para a escolinha, ir nas lojas fazer compras de roupas e as vendedoras queriam vender roupas iguais, da mesma cor e o pai não deixava, o que frustrava as moças... risos! Pois saibam que ainda hoje falar que tenho irmãos que são gêmeos é diferente, eu curto contar a história que o pai nos conta sobre quando vocês nasceram - que atrapalhação na hora que a enfermeira saiu da sala de parto pra dizer que tinham nascido e ele, que esperava somente mais um filho ou filha, ouviu ela dizer que eram três bebês! De tão nervoso que ficou, acabou internado junto com a mãe e vocês, no mesmo quarto do hospital São Lucas!! Só rindo mesmo! E eu queria muito ter tido gêmeos também, pois gostei da experiência! Risos. Vou explicar a tal experiência... Nossa mãe Neusa, me deu uma incumbência logo cedo, muito provavelmente, sábia como ela é e estudiosa na área da psicologia, pra evitar um possível ciúme da minha parte,(o que é natural ocorrer com a chegada de irmãos), da grande novidade na família e que chamava a atenção de todos - a chegada dos pequenos bebês gêmeos - ela então dizia que eu era a "mãezinha" de vocês... hehe! E não é que eu assumi este papel com todas as funções que cabem a uma mãezinha? Cuidava mesmo, ajudava em tudo e era super responsável com todas as tarefas inerentes ao cargo e que belo presente a vida me deu, sou grata a Deus por ter sido abençoada com a vida de VOCÊS DOIS e até hoje me sinto um pouco mãezinha mesmo de vocês, com muito orgulho sabiam?
É... Mas a vida nos levou para caminhos distantes fisicamente, logo eu que pensei que ficaria sempre perto da família e continuaríamos juntos. Pois é, não foi bem assim que aconteceu, hoje estamos bem longinho, porém nossos corações e pensamentos estão eternamente juntinhos, não é mesmo? Pode ser um paliativo pensar assim, mas temos que nos esforçar pra doer menos, porque a tal da saudade não é que dói? Principalmente em dias como o de hoje - aniversários de pessoas especiais que tanto amamos e queremos estar pertinho dia a dia, também em ocasiões como as que se aproximam, onde FAMÍLIA é a palavra de ordem - NATAL, as festas de fim de ano... E pensei que neste ano iríamos poder estar todos juntos na chácara linda e aconchegante, como é a casa dos nossos pais, poder abraçar vocês todos por aí e sentir o cheirinho de Natal na casa da mãe e do pai, aquele característico que tão bem você Carla, descreveu aqui no blog e que morri de chorar ao ler... as lembranças a cada linha lida, vinham em flashes como num trailer de um filme.
Matheus, Marcela e eu achamos que hoje estaríamos aí pra comemorar o níver de vocês e eu já planejava fazer algumas surpresas pros dois, mas não deu. Quem sabe no ano que vem né não?
Bom, pra variar, já estou chorando desde as primeiras linhas desta postagem e vou parar por aqui senão, chego a passar mal! Afff...assim não dá!

Desejo o melhor da vida pra vocês dois, com muitas bençãos de nosso Pai amado e que tenham saúde o bastante pra poderem comemorar muitos aniversários juntos. E eu também!

Amo vocês demais. Tô com saudades enormes.

Beijos aos milhares da Dê.

Matheus disse...

Ah, postei no nome de Matheus... Deixa assim mesmo!

Beijinhos

Denise